Loucos por Acampamentos, road trips e mochilões

domingo, 6 de maio de 2018

Camping Fazenda Casca D'Anta - Parque Nacional da Serra da Canastra

O menino e velho Chico viagens
Mergulham em meus olhos
Barrancos, carrancas, paisagens
Francisco, Francisco
Tantas águas corridas
Lágrimas escorridas, despedidas
saudades
Francisco meu santo, a velha canoa
Gaiolas são pássaros
Flutuantes imagens deságuam os
Instantes
O vento e a vela
Me levam distante
Adeus velho Chico
Diz o povo nas margens

Maria Bethânia

Sexta-feira santa de 2018. Essa foi a data escolhida para conhecer a Casca D'Anta, uma das mais belas cachoeiras de Minas Gerais e a maior queda do Rio São Francisco. 

Temos fotógrafos em nosso grupo

Fomos em um grupo de 16 amigos. Saímos de diferentes pontos desse país (Lavras-MG, Divinópolis-MG, Três Rios-RJ, Rio de Janeiro-RJ, Alfenas-MG, Belo Horizonte-MG, Poços de Caldas-MG, Guaratinguetá-SP e Jaboticabal-SP) e nos encontramos no distrito de São José do Barreiro. O distrito pertence à cidade de Vargem Bonita, primeira cidade banhada pelo Rio São Francisco.

Galerinha que saiu de Poços de Caldas e meu dedo
A primeira parada da galera que saiu de Poços de Caldas foi na Usina de Furnas. A estrada passa por cima da barragem e a vista da represa é linda.
No fundo temos o Rio Grande
Nossa segunda parada foi para o almoço na entrada de Vargem Bonita, pois teríamos uma longa estrada de terra para percorrer até nosso camping. A refeição saiu por R$ 20,00 por pessoa com direito a queijo canastra com goiabada de sobremesa.

Entrada de Vargem Bonita

Enquanto isso, no camping da Pousada Fazenda Casca D'anta o restante do grupo esperava, esperava e esperava.


Esperar é preciso, correr nas estradas não é preciso

Após percorrer aproximadamente 9 km entre São José do Barreiro até o Parque Nacional da Serra da Canastra nos deparamos com a imponente vista da Casca D'Anta ao fundo.

Primeira vista
Há indícios de que o pessoal faz wild camping na beirada da estrada e de frente para cachoeira

Chegamos no camping e fomos recepcionados pela atenciosa Marilaine. O pessoal da fazenda nos cobrou R$ 20,00 por dia/pessoa. O banheiro é limpo, o chuveiro é quente e a nossa anfitriã nos emprestou uma geladeira e uma churrasqueira e nos autorizou a fazer fogueira.


Local do Camping

Macacada reunida

Passamos a primeira noite ao redor da fogueira. No dia seguinte, fomos conhecer o Parque e a Cachoeira. A entrada é R$ 10,00 por pessoa. As trilhas são sinalizadas e de fácil acesso.


Caminhando
Muitas borboletas e insetos são vistos na trilha. Para nossa surpresa, nos deparamos com uma cobra na trilha.

Parque preservado
A cachoeira é enorme. Ela tem 186 metros de altura e é a segunda maior cachoeira de Minas Gerais. O camping na região da maior de Minas  já relatamos e pode ser acessado aqui.

Chegando
Não encontramos ninguém nadando no poço da Casca D'Anta. Porém, a proximidade com a cachoeira já fez todos nós ficarmos molhados. 

O grupo e a cachoeira
Após ficarmos um bom tempo contemplando a cachoeira, voltamos pela trilha e nos questionamos se faríamos a trilha para o alto da Casca D'Anta. Avaliamos o tempo de subida e descida e decidimos encontrar um lugar para nadar na parte baixa do Rio São Francisco. 

Informações sobre a trilha para o alto da Casca D'Anta
Encontramos um poço seguindo pelo leito do rio. 


Poço
No fim da tarde voltamos para o camping. Arrumamos nosso churrasco e curtimos a noite.

Noite animada
No outro dia arrumamos nossas tralhas como de costume e voltamos, mas não antes de passar em uma das vendinhas na estrada de terra e comprar o legítimo queijo canastra.

Fechando a viagem com o famoso queijo canastra e a goiabada 

Nossa foto oficial

Por fim, nosso vídeo com um pouco do que fizemos nesse camping: